Comer Fora

Não te vamos mentir — comer fora pode ser uma chatice para os veganos. Mas, com algum engenho e paciência, tudo se arranja. Piscadela

Estabelecimentos Veganos

Em Lisboa, tens a Princesa do Castelo, um restaurante em Alfama que está aberto de terça-feira a domingo, das 10:00 às 24:00. Ainda em Lisboa, tens também o The Food Temple, um projecto de gastronomia cultural onde todos os ingredientes são de origem vegetal. Situa-se no Beco do Jasmim, Mouraria, e está aberto de quarta-feira a domingo, das 19:30 às 23:00 (o horário pode entretanto sofrer alterações, por isso confirma-o previamente).

Restaurantes Não-Veganos

Existe um número considerável de restaurantes vegetarianos, grande parte deles da responsabilidade de pessoas que dizem ter preocupações éticas para com os animais, mas que ainda não perceberam que os animais também são explorados e mortos pelo leite, queijo e ovos que são servidos nos restaurantes vegetarianos.

Em parte dos restaurantes vegetarianos, podes encontrar pelo menos um prato vegano. No entanto, em alguns restaurantes vegetarianos, as pessoas não sabem o que é exactamente o veganismo e não te sabem informar sobre os ingredientes que estão na comida, ficando “atrapalhadas” quando se pergunta por ingredientes de origem animal. Nesses casos, tens de insistir que não consomes nenhum tipo de ingrediente de origem animal — e é melhor enumerar: leite, queijo, natas, ovos, manteiga, maionese, iogurte, etc. — e quem te está a servir deverá inquirir junto do cozinheiro, caso não te saiba responder.

Podes encontrar uma lista de restaurantes vegetarianos (e restaurantes com pratos vegetarianos) no site do Centro Vegetariano. Para informações sobre restaurantes fora de Portugal, consulta o directório Happy Cow.

Aviso: em alguns restaurantes vegetarianos, a comida é uma péssima amostra daquilo que pode ser uma alimentação vegana saborosa.

Restaurantes Étnicos e Tradicionais

Os veganos também podem encontrar algumas opções em restaurantes étnicos, como os restaurantes indianos, chineses ou italianos, e também é possível encontrar algumas soluções para matar a fome nos tradicionais restaurantes omnívoros.

É muito importante ter uma atitude simpática e compreensiva quando se pede um prato vegano e se questiona sobre todos os possíveis ingredientes de origem animal. A simpatia pode valer-te uma refeição decente preparada à tua medida, ao passo que a alternativa pode ser ficares limitado a uma salada. As pessoas que trabalham nos restaurantes estão simplesmente a fazer o trabalho delas, muitas vezes em condições stressantes, e não têm de estar preparadas para todos os nossos pedidos. Além de que é pouco inteligente ter uma atitude antipática ou prepotente para quem nos vai servir comida. Piscar de Olho

Nos restaurantes indianos, há muitas opções lacto-vegetarianas, mas poucas veganas. A ter em atenção: leite, iogurte, manteiga (ghee) e queijo. Normalmente, encontras alguma opção vegana ou podes pedir que te preparem um prato sem nenhum ingrediente de origem animal.

Os restaurantes chineses costumam ter algumas opções veganas. O leite não é muito utilizado, mas convém ter em atenção caldos de carne e ovos. Os crepes podem ser feitos com ovos e carne, mas os crepes de vegetais não costumam ter ovo na massa.

Os restaurantes italianos costumam ter opções vegetarianas, mas poucas ou nenhuma vegana. Contudo, podes pedir que alterem algum prato para não ter ingredientes de origem animal. Por exemplo, podes pedir uma piza de vegetais sem queijo. A ter em atenção: manteiga na massa da piza, ovos na massa (pasta), queijo em saladas, e manteiga, carne ou queijo em molhos.

Nos restaurante tradicionais, tens sempre a salada, a maioria das sopas, e podes pedir um arroz com feijão ou grão-de-bico, por exemplo. É sempre importante perguntar sobre caldos de carne, gorduras animais e outros ingredientes animais que possam passar mais facilmente despercebidos.

Almoçar Regularmente Fora de Casa

Se estudares ou trabalhares longe de casa e tiveres de almoçar fora, porque não levar comida feita em casa? Além de ser muito mais saudável, é também mais económico. Ao jantar do dia anterior, podes cozinhar a mais já a contar com a comida para levares no dia seguinte, por exemplo. Muitos locais de trabalho têm inclusive microondas, o que permite levar praticamente todo o tipo de refeições. Se não tiveres onde aquecer a comida, considera comprar um recipiente isotérmico, que também te permitirá conservar a comida fresca nos dias de calor. Para desenrascar, podes sempre levar uma sandes e fruta.